segunda-feira, 2 de julho de 2007

Pão de Ló da Minha Avó

A minha avó nasceu em 1912, meu avô em 1910, casaram-se em 1928, tiveram 6 filhos, vários netos, bisnetos e até tataranetos. Hoje estariam com quase 100 anos. Acho que penso neles quase todos os dias. Lembro-me de minha avó chamando e as mãos trêmulas segurando um pratinho, descendo para a nossa casa para dividir algo que tinha feito no almoço. Uma de suas especialidades era este pão de ló, que ela batia na mão, sem batedeira, todos os sábados. Ela não recheava e nem colocava cobertura e eu também não. Até o dia do aniversário de meu filho mais velho, quando fiz a receita para ele, decorei com chantilly e morangos e ele disse que foi o melhor bolo que já comeu. E não era para menos, além do amor como ingrediente principal, tinha a doce lembrança de uma receita que está na família há mais de meio século!

Pão de ló da minha avó
6 ovos, claras separadas
3 xícaras de farinha de trigo
3 xícaras de açúcar
1 xícara de água

Este bolo não leva fermento em pó.

1) Pré-aqueça o forno a 180o C. Unte uma assadeira redonda alta de cerca de 30 a 35 cm.

2) Na batedeira, bata muito bem as claras em neve com uma pitada de sal. Em seguida, reduza a velocidade e junte o açúcar, as gemas, a água e a farinha, sem parar de bater até incorporar tudo.

3) Leve para assar em forma untada, por 30 a 40 minutos.

Mais idéias:
- Recheie com doce de leite, cubra com chantilly, blueberries e morangos.
- Substitua a água por suco de laranja.
- Faça uma calda doce de laranja com açúcar e despeje sobre o bolo assado.

36 comentários:

  1. Delicioso! E com essa cobertura, fica muito bonito. :-)

    É bom relembrar as receitas das nossas avós...

    ResponderExcluir
  2. Que bolo tão bonito.Parabéns!!!!
    Pose mandar uma fatia para mim...rss??????
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Cris, como tudo que você faz ficou fantástico! Posso pegar uma fatia??? :)

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pelo bolo esta lindo demais!Adorei a receita,vou anotar e tentar fazer no próximo aniversário aqui de casa.Você contando da sua vozinha e eu me lembrei da minha,ai que saudade que dá!

    ResponderExcluir
  5. Oi Cris
    Não canso de ler estas receitas maravilhosas com essas fotos incríveis. De vez em quando me arrisco na cozinha e vou fazer este bolo, me parece fácil e gostoso.
    Obrigada pela visita e elogios ao meu fotolog.
    Mostre uma foto do seu trabalho em madeira. Fiquei muito curiosa.
    Beijos - Leda

    ResponderExcluir
  6. Texto lindo, bolo lindo. É por isso que é sempre um prazer passar por aqui.

    ResponderExcluir
  7. Cris que lindo! E quando falo lindo, quero dizer tudo mesmo, o texto o bolo! Você é verdadeiramente especial!!

    ResponderExcluir
  8. Que lindo bolo!!!!!E que linda estória!!! Me deu uma saudade da minhas avós, duas sublimes cozinheiras:uma mineira, cuja especialidade era doce-de-leite de corte e uma avó portuguesa que fazia uma bolinho de bacalhau imperdível!!!

    Bjs,

    Cris

    ResponderExcluir
  9. O bolo ficou lindo mas acho que gostei mais da história. Misturar avó com filho só pode resultar em algo doce. Parabéns.

    ResponderExcluir
  10. ai q gostosa históia...doces lembranças produziram essa preciocidades! parabens! bjos

    ResponderExcluir
  11. Oi, Cris, quanta ternura, e não poderia ser diferente, com tanto amor, lembranças, uma receita simples e ao mesmo tempo muito caprichada só resultaria nisso. Uma família bem-aventurada no Senhor!
    beijos

    ResponderExcluir
  12. Nada se compara à lembrança da comida de avó...

    ResponderExcluir
  13. confeiteira de primeira! ;-)
    bjs,

    ResponderExcluir
  14. Cris, o bolo está perfeito - e adorei a decoração com as frutas.
    Doce de leite é uma das minhas fraquezas... :)

    ResponderExcluir
  15. Ai, q bolo mais fofinho, Cris! Minha sogra amava esse bolinho simples, tipo pao de ló com úma boa 'cuppa tea'... E como sempre, um capricho só!

    ResponderExcluir
  16. Asoro receitas que nos remetem ao passado, às nossas memórias gustativas...
    Esse seu bolo está muito lindo, parabéns!!!
    Já arquivei a receita.
    Bjs

    ResponderExcluir
  17. Lindo seu bolo Cris! E mais lindo ainda por vir acompanhado da historia da sua avo!
    Eu tenho as melhores lembrancas culinarias da minha avo, sinto a maior saudades dela tbem...!
    Beijos!
    Ana

    ResponderExcluir
  18. Felipe Ramos Apolinario10:32 PM, julho 03, 2007

    Oi Cris...

    Seu blog tá cada dia melhor e muito legal vc comentar aqui um pouco mais da nossa familia....

    Parabéns!!! Estou sempre acessando, mas este é o primeiro comentário... vou comentar mais vezes.... risos...

    Beijos a todos...

    ResponderExcluir
  19. Sua avó é que sabia das coisas, pão de ló de verdade não leva fermento na composição. A leveza é sustentada pela ação das albuminas.
    bjo, Nina.

    ResponderExcluir
  20. Oi Cris,
    Na verdade gostamos muuuito de boa mesa e tentamos unir o útil ao agradável...bjo, Nina.

    ResponderExcluir
  21. Tudo lindo, Cris! O texto, as fotos, o bolo, a decoração do bolo... Pena que não pude comer. :o(

    ResponderExcluir
  22. Afff, adoooro pão de ló!!!
    Vc é muito talentosa e caprichosa, Cris! Qdo crescer quero ser assim!
    :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  23. Cris, estou encantada com seu bolo! Lindo de viver assim como o emocionante post! É tão bom quando alguma comida nos traz essas lembranças!

    ResponderExcluir
  24. Cris, mas este bolo é uma tentação!
    Vou fazer agora no sábado e me lembrar de você! Beijos!

    ResponderExcluir
  25. Está um bolo lindíssimo!
    Não há nada melhor do que a comida para nos lembrar-mos de certos momentos e pessoas!

    ResponderExcluir
  26. Este post me deixou comovida com as respostas, até meu sobrinho que nunca comentou aqui fez seu debut! Uma coisa é certa, a influência que nossos avós deixaram é uma fonte de inspiração para que deixemos também para as gerações futuras a nossa marca. Cada uma de nós tem uma habilidade, um dom, que é um presente de Deus que pode ser usado por cada pessoa para plantar sementes de amor que produzam frutos de paz, esperança e felicidade em nossas famílias e relacionamentos. Um grande beijo!

    ResponderExcluir
  27. Cris, se já estava lindo por foto, depois de comer na Eliana tive a certeza de que esse bolo é mesmo PERFEITO!!!
    Bjos.

    ResponderExcluir
  28. Olha, vi este post um dia la de cingapura,rapidinho , da minha mesa. e queria muito voltar para poder comentar. lindo bolo. e a decoracao esta de chorar. o topo parece um veludo.tua querida amaria ver esta receita.grande abraco.

    ResponderExcluir
  29. Cris, adorei este post! Por tudo! Pela receita, pela foto, pelos comentários. Uma reunião de boas energias e por isso parabéns!
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  30. é a pimeira vez qu'eu visita o seu blog, é muito bonito! gosto particularmente esta receita!

    ResponderExcluir
  31. o seu bolo está lindo, parabéns!!!

    como vc fez para quadrilhar o chantilly ?

    ResponderExcluir
  32. Olá Grazi, obrigada! Para dar o efeito quadriculado eu usei um rolo de abrir massa de torta, encontrado no catálogo da avon... :-)

    ResponderExcluir
  33. adorei seu post..tão emocionante..bom relembrar as pessoas que nos são queridas...e..lindo seu bolo..muito emocionante tudo!!"

    ResponderExcluir

Agradeço a sua visita!